Nova frente fria chegará a Santa Catarina, provocando chuva e queda de temperatura a partir de quarta-feira

A condição climática dos últimos dias, com nevoeiros ao amanhecer e temperaturas não tão baixas, mantém-se nesta segunda e terça-feira em Santa Catarina. Os moradores do estado devem sentir a mudança no tempo só a partir de quarta-feira, quando está prevista a chegada de uma frente fria que provocará chuva e declínio da temperatura em todas as regiões.

“Até esta terça-feira, 5, seguimos com a condição de tempo estável, com predomínio de uma massa de ar seco no estado e temperaturas elevadas. Isso devido ao bloqueio atmosférico, que tem mantido a frente fria na Argentina e Uruguai”, explicou a meteorologista da Epagri/Ciram, Gilsânia Cruz.

Florianópolis na manhã desta segunda. Foto: James Tavares/Secom

A partir de quarta-feira, 6, a previsão é de geada nas áreas altas do Oeste ao Planalto, onde a temperatura ficará próxima de 0°C na madrugada e ao amanhecer de quarta e quinta-feira. Conforme o Centro de Informações de Recursos Ambientais e de Hidrometeorologia de Santa Catarina (Epagri/Ciram), a mudança no tempo estará associada ao avanço de uma frente fria por Santa Catarina, seguida de uma massa de ar frio e seco, quebrando o bloqueio atmosférico que manteve o tempo firme nos últimos dias.

Ainda de acordo com a Epagri/Ciram, a previsão climática para o trimestre (junho, julho e agosto) é de chuvas próximas e acima da média para Santa Catarina. Os maiores elevados de chuva devem ocorrer neste mês de julho e, principalmente, em agosto. Em relação à temperatura, a previsão é de inverno com frio típico. Nos meses de inverno, podem ocorrer veranicos, porém o mais comum são as atuações de massas de ar frio de origem polar.

Gilsânia informou que as temperaturas devem ficar dentro da média para o Sul do Brasil. “Os catarinenses sentirão o frio normal para o inverno. Os dois últimos invernos é que foram acima do normal, mais quentes e com pouco frio. Então, as condições de temperaturas baixas e intensas são consideradas normais e serão frequentes nos próximos dias e meses”, disse.

Recomendações da Defesa Civil

Geada: agricultores deverão tomar medidas preventivas.

Onda de frio: atenção com população mais vulnerável, como enfermos, moradores de rua, idosos e crianças. Além disso, abrigar animais domésticos nas noites mais frias. De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde, em virtude das doenças causadas pelo frio (gripe, resfriados, pneumonia, meningite) é essencial tomar medidas simples como manter-se bem agasalhado, beber bastante água e evitar locais fechados e de grande circulação de pessoas, além da higiene frequente das mãos. Essas medidas são de grande valia na prevenção destas doenças, ressaltando que crianças e pessoas idosas são mais suscetíveis às doenças agravadas pelo frio e devem estar mais atentas.

Qualquer problema deve ser comunicado à coordenadoria municipal de Defesa Civil, através do telefone de emergência 199 ou para o Corpo de Bombeiros, no número 193.

Cuidados com saúde

Outro cuidado que devemos ter é com a saúde, pois a queda da temperatura provoca o aumento dos casos das doenças respiratórias, como, por exemplo, a gripe. Para evitar o contágio alguns cuidados são necessários como manter as janelas abertas, ventilar ambientes, lavar as mãos, e sempre que tossir ou espirrar cubrir a boca com lenço descartável ou com o antebraço.

Se apresentar os sintomas da gripe, é necessário procurar imediatamente um serviço de saúde para buscar tratamento adequado; após o início do tratamento, deve-se evitar sair de casa no período de transmissão da doença (até sete dias após o início dos sintomas); evitar aglomerações e ambientes fechados, procurando manter os ambientes ventilados e adotar hábitos saudáveis, como alimentação balanceada e ingestão de líquidos.

Informações adicionais para a imprensa:
Elisabety Borghelotti

Pin It
Você gostaria de comentar?