Voltados para promoção da eficiência energética, novas edições dos projetos Bônus Eficiente e Energia do Bem receberão R$ 33 milhões

As novas edições dos projetos Bônus Eficiente e Energia do Bem, iniciativas da Celesc para promoção da eficiência energética no Estado, contarão com recursos de R$ 33 milhões. O lançamento conjunto foi realizado em ato na tarde desta quinta-feira, 4, em Florianópolis, com a presença do governador Raimundo Colombo, do presidente da Celesc, Cleverson Siewert, e do secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável, Carlos Chiodini.


Fotos: Julio Cavalheiro / Secom

“Nós temos que tornar todas as ações mais eficientes, as empresas precisam ser mais competitivas e os produtos precisam ser mais baratos. Estamos no meio de uma crise. E a busca por essa maior eficiência passa pela questão energética”, destacou Colombo. No caso dos programas da Celesc, o governador lembrou que a maior eficiência energética vem acompanhada de uma contrapartida social muito forte, como a troca de equipamentos em residências catarinenses e o repasse de recursos para entidades sociais.

E o sucesso das edições passadas garante a continuidade das duas iniciativas. O Bônus Eficiente está entrando na terceira edição e o Energia do Bem na quarta (veja mais informações abaixo). Nestas novas edições, serão investidos R$ 18 milhões no Bônus Eficiente e R$ 15 milhões no Energia do Bem.

“Juntas, as duas iniciativas vão atender cerca de 30 mil famílias, cujo maior benefício será a redução da conta de energia em até 30%. Estamos caminhando fortemente em direção ao benefício do sistema elétrico e do desenvolvimento social e ecologicamente correto do setor”, ressaltou do presidente da Celesc, Cleverson Siewert.

No ato desta quinta, também foi apresentado um balanço do projeto Hospitais Filantrópicos. Com recursos de R$ 14,2 milhões, a iniciativa promoveu melhorias em 62 unidades hospitalares no Estado, que abrigam 6.571 leitos. Nos hospitais beneficiados foi promovido a eficientização energética da área médica e administrativa, com a substituição de 990 aparelhos de ar condicionado antigos por novos e eficientes, 350 refrigeradores, 78 frigobares, seis autoclaves, 90 motores, 45.757 luminárias e 70.533 lâmpadas.

Com os novos equipamentos, os hospitais ganharam ambientes mais adequados em termos de iluminação e de clima. E, desta forma, vão economizar até 12% no consumo mensal de energia elétrica. Em termos de redução do consumo anual, o projeto promove a redução de 10.335 MWh.

Lançamento da 3ª edição do programa Bônus Eficiente

A partir da próxima segunda-feira, 8, os consumidores residenciais da área de concessão da Celesc poderão trocar eletrodomésticos antigos por novos modelos, mais eficientes e econômicos, com 50% de desconto em relação ao preço de mercado. São 6.500 refrigeradores, 2.500 freezers e 3.000 aparelhos de ar condicionado modelo Split que serão disponibilizados na rede das Lojas Colombo.

Cada unidade consumidora terá direito à troca de um equipamento antigo, que deverá ter pelo menos cinco anos de uso. Com o produto novo, o consumidor também receberá três lâmpadas de led para substituição de quaisquer outras três lâmpadas que possuir. Com isso, será promovida também a atualização tecnológica de 45 mil unidades de lâmpadas. Para essa edição do projeto, estão sendo investidos R$ 18 milhões.

Nas duas edições anteriores do Bônus Eficiente, foram investidos R$ 47,4 milhões e beneficiadas 80 mil famílias. Somente na última edição, foram comercializados 26.993 refrigeradores, 6.889 freezers e substituídas 238.105 lâmpadas. Com isso, obteve-se economia estimada de 29.903 MWh/ano.

O projeto também associa a troca dos equipamentos a doações para entidades beneficentes. Na segunda edição, as doações para 10 entidades beneficentes somaram R$ 1,67 milhão. Nesta quinta, foi entregue o valor remanescente da fase complementar de vendas: R$ 178,6 mil. Falando em nome de todas as entidades contempladas, o presidente da Federação das Apaes de SC, Júlio César de Aguiar, elogiou a iniciativa da Celesc que é pioneira no país e ressaltou os bons resultados obtidos. “Estes recursos estão mudando a vida de muitas pessoas”, afirmou. A Federação prestou uma homenagem à Celesc entregando o título de amigo das Apaes para o presidente da estatal.

Lançamento da 4ª edição do programa Energia do Bem

A nova edição começa a ser realizada no dia 22 de agosto, atendendo exclusivamente consumidores de comunidades baixa renda, que serão beneficiados com a substituição de 4 mil refrigeradores, 70 mil lâmpadas existentes por lâmpadas de LED e a instalação de 8 mil trocadores de calor. Todos os equipamentos serão doados, sem custo para os clientes que, para ter direito ao novo equipamento, precisa estar em dia com a conta de luz. O investimento de R$ 15 milhões vai beneficiar mais de 15 mil famílias, selecionadas pela Celesc em parceria com a assistência social de 18 municípios na área de concessão da empresa.

Nas três edições executadas entre 2012 e 2016, foram beneficiadas 57.115 famílias com 16.200 refrigeradores, 285 mil lâmpadas fluorescentes compactas, 5.000 sistemas de aquecimento solar (com placa solar) e 23.500 trocadores de calor. No total, a economia gerada no consumo de energia elétrica chega a 35.405 MWh/ano e os recursos investidos foram de R$ 62,1 milhões.

Com o objetivo de conscientizar as famílias para o uso consciente e seguro da energia elétrica foram realizadas 284 palestras, om cerca de 10 mil participantes. O projeto deverá impactar na redução de 5.500 MWh no consumo anual de energia e as famílias deverão ser beneficiadas com a redução de até 30% no custo da conta de luz todos os meses.

Alexandre Lenzi

Pin It