Unidades de Saúde de Timbó terão atendimento especial para mulheres no mês de Outubro

cancer-de-mama-thinkstock

O mês de outubro é marcado pela campanha de conscientização sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama, nacionalmente conhecida como Outubro Rosa. Pensando nisso, a Secretaria Municipal de Saúde, através da Coordenação de Atenção Básica, preparou uma estratégia de prevenção de doenças e promoção de saúde para mulheres, com objetivo de facilitar o acesso do público feminino a exames de rotina.

Durante todo o mês de outubro, todas as Unidades de Saúde da Família do município atenderão em esquema de rodízio aos sábados, exclusivamente com a realização do exame Papanicolao – Colpocitologia Oncótica, que é o exame preventivo do Câncer de Colo Uterino e também exames clínicos nas mamas e, para as faixas etárias indicadas, a solicitação da Mamografia. O horário de atendimento será das 8h às 12h e das 13h às 17h.

Cronograma: 

Dia 01 de outubro estarão abertas as seguintes USF:

Unidade de Saúde da Família Vila Germer

Unidade de Saúde da Família Pomeranos

Unidade de Saúde da Família Tiroleses

Unidade de Saúde da Família Central Integrada

 

Dia 15 de outubro estarão abertas as seguintes USF:

Unidade de Saúde da Família Dona Clara

Unidade de Saúde da Família Nações

 

Dia 22 de outubro estarão abertas as seguintes USF:

Unidade de Saúde da Família Saudável

Unidade de Saúde da Família Padre Martinho Stein

Unidade de Saúde da Família Coletiva

Unidade de Saúde da Família Solidária

Unidade de Saúde da Família das Nações

 

Dia 29 de outubro estará aberta a seguinte USF:

Unidade de Saúde da Família Araponguinhas

 

Sobre a doença:

 

O câncer está entre as principais causas de morte na população feminina e, a mudança de hábitos, aliada ao estresse gerado pelo estilo de vida no mundo moderno, contribuem diretamente na incidência desta doença. Alguns fatores como o tipo de alimentação, o sedentarismo, o tabagismo, a sobrecarga de responsabilidades, a competitividade, o assédio moral e sexual no mundo do trabalho, a obesidade, têm relevância destacada na mudança do perfil epidemiológico e situação de doença das mulheres.

 

Para o Brasil, em 2016 (INCA) são esperados 57.960 casos novos de câncer de mama, sendo também o mais frequente da região sul do Brasil 74 casos/100.000 hab. Já o câncer de colo de útero para 2016 (INCA) são esperados 16.840 casos novos em 2016 e a região Sul ocupa o quarto lugar. Dentre alguns desafios para alcançar uma assistência integral à saúde da mulher, estão as ações de controle dos cânceres do colo do útero e da mama.

Carolina Sperb

Pin It