Timbó: Festa do Imigrante supera expectativas

Abertura 26a Festa do Imigrante (59)

Com o Pavilhão de Eventos Henry Paul lotado terminou mais uma edição da Festa do Imigrante. Foram seis dias de festa – algo inédito – que reuniu um grande público de Timbó e região. De acordo com informações da Polícia Militar, cerca de 40 mil pessoas passaram pelo Pavilhão durante os seis dias de folia. Para a Comissão Central Organizadora da Festa, o balanço foi extremamente positivo em todos os sentidos.

 

Na sexta-feira, dia 07, aconteceu a abertura oficial, com o tradicional Desfile saindo da Prefeitura de Timbó e seguindo para o Pavilhão de Eventos Henry Paul. Já no pavilhão, aconteceu a cerimônia oficial, com a presença de autoridades de Timbó e região, e a participação do Grupo Vocal Syahamba, Banda Municipal Professor João Müller e apresentação do Grupo de Danças Folclóricas Volkstanzgruppe Blauer Berg. Um dos destaques também foi a apresentação do Grupo Folclórico Germânico Bergstadt, da cidade de Petrópolis – RJ. Após a cerimônia, o prefeito Laércio Schuster Jr declarou aberta a 26ª Festa do Imigrante e fez a sangria do primeiro barril de chope.

 

Já no sábado, dia 08, a Festa começou com a tradicional retreta, que reuniu a Realeza Mirim e Adulta, integrantes do Grupo Folclórico Os Cinquentões, os mascotes  Bupi e Bepe, entre outros, e levaram um pouco da alegria e tradição da Festa do Imigrante para as ruas e comércios da cidade. Após isso, começou a Tarde dos Clubes de Caça e Tiro, com Busca do Rei, Cavaleiros, Rainhas e Princesas do Tiro, Tiro ao Pássaro e Bocha. Às 18h aconteceu a entrega de faixas para os novos Reis, Rainhas e Princesas dos Clubes. O sábado encerrou com o Baile com a Banda Munique, que lotou o Pavilhão.

 

O domingo, dia 09, começou com a apresentação do Grupo Folclórico “Os Cinquentões” e, logo após, a Banda Municipal Professor João Müller. Às 14h aconteceu o Encontro dos Grupos Folclóricos, que reuniu grupos de toda a região, apresentando as mais diversas danças típicas, como uma forma de divulgar e preservar as tradições.

 

A segunda, dia 10, foi a vez dos Grupos de Idosos de toda região se reunirem para uma tarde diferente. A recepção da Melhor Idade começou com um almoço típico, seguido de um Baile com o Quarteto Timboense. Já às 20h, aconteceu a Noite Temática Italiana, com um cardápio exclusivo e Baile com Deco Dalponte.

 

Na terça-feira, foi a vez da Noite Alemã, às 19h, ao som do Musical Estrela de Ouro. Depois a folia continuou com o Baile com os Irmãos Radoll, no Pavilhão Cultural e, encerrando a noite, a Orquestra La Montanara agitou o público presente no palco principal.

 

Desfile Alegórico

 

O dia 12 de outubro é sempre um dos dias mais esperados da Festa do Imigrante, por causa do tradicional Desfile Alegórico que, além de levar as tradições, cultura e costumes da nossa cidade, ainda marca o aniversário de Timbó – que neste ano completou 147 anos. Ao todo, mais de 2 mil pessoas passaram pela Avenida Getúlio Vargas levando a alegria e o amor que sentem pelo município.

 

Tarde da Criança

 

Além do sucesso do Parque infantil em todos os dias da Festa, o dia 12 teve uma tarde toda dedicada às crianças. A abertura com o Coro Infantil de Rio dos Cedros, regido pela Marialva Longo, apresentou músicas infantis e italianas com muita graciosidade. Em seguida, a Ginástica Rítmica Desportiva, coordenada pela Tatiane Espíndola e a Raquel Moser, arrancou suspiros da plateia, com a precisão de movimentos e a desenvoltura das atletas. O público pode conhecer um pouco do que é de desenvolvido na modalidade e seus destaques nas competições. Na sequencia ainda, e igualmente aplaudidos foram os Grupos de Dança da Andreia Mendes, que entre as coreografias apresentou os bailarinos que são destaque no cenário nacional e internacional, enchendo a todos os timboenses de orgulho. O grupo MCC, sob a coordenação de Rosemiro Janke, fechou o repertório de danças com a sua especialidade, que é a Dança de Rua.

 

Show de Zumba foi a novidade da tarde 

 

Zin Douglas Oliveira, da cidade de Brusque, juntamente com professores de Timbó caracterizados de personagens infantis, conduziu com maestria um movimentado aulão de zumba, despertando nas crianças o gosto pela atividade que além de prazerosa é muito saudável desde a infância.

 

Escolha da Realeza 

 Nova Realeza - Carol ED

A quarta-feira, dia 12, também foi marcada pela Escolha da nova Realeza, que representará a Festa do Imigrante de 2017. Ao todo, 15 candidatas adultas e mirins participaram do concursos, sendo as escolhidas:

Realeza Mirim:
Rainha – Sofya Larah Martins, do Bairro Pomeranos
1ª Princesa – Stephany Cardoso Ewald – Bairro das Nações
2ª Princesa – Ana Luiza Jeremias – Bairro São Roque

Realeza Adulta:
Rainha – Jennyfer Dayanne Aguiar, do Bairro das Nações
1ª Princesa – Djeniffer Wille, do Bairro Quintino
2ª Princesa – Jaqueline Luana Dahlke, do Bairro Pomeranos

A composição da mesa de jurados trouxe secretários de cultura da região e representantes da AMVII, além da primeira dama Micheli Shuster. A releza recebeu brindes das lojas Hardt, Manobra Radical, Dikruger, Knoten Jeans, Relojoaria Darui, Impacto Moda Femnina e Amoretto.

 

Gastronomia

 

A alimentação foi muito elogiada em todos os ambientes. Ponto alto de todas as festas, a gastronomia é um termômetro que normalmente marca a qualidade e sucesso no evento. Sendo assim, a gastronomia italiana e alemã foram muito bem representadas na 26ª Festa do Imigrante. O Restaurante Típico, comandado pelo Cheff Arildo de Jesus, ofereceu variedade e muito sabor ao buffet composto pela gastronomia cotidiana dos descendentes de alemães e italianos. O tradicional churrasco, já incorporado na nossa cultura e tão apreciado em nossa cidade também foi destaque, além do café colonial e os demais itens da festa que superaram todas as expectativas tanto em vendas, quanto na qualidade ofertada.

 

Exposição despertou curiosidade dos visitantes

 

Uma Exposição de Canecos marcou evento. O chope é a bebida oficial de todas as festas de outubro. A cidade de Timbó, na década de 70, era conhecida como a “Capital do Chope”, título recebido neste tempo pelos seus memoráveis “Festivais do Chope”, organizados  Lions Clube de Timbó. Evento este que por anos atraiu milhares de visitantes de todo o Estado para Timbó, colocando a cidade conhecida no cenário nacional. Resgatando essa história, o Museu do Imigrante preparou uma exposição interna no Pavilhão, com uma coleção de canecos destas festas, gentilmente cedida pelo colecionador Curt Donner. Na evolução da história, o merecido destaque fica para as cervejarias artesanais Berghain, Heimat, Borck e Bierland, participantes de Festa, que já conquistaram o público com sua excelente qualidade.

Carolina Sperb

Pin It