Secretaria de Estado da Saúde e Ministério da Saúde assinam portarias de R$ 17,6 milhões para habilitação de novos serviços em SC

O secretário de Estado da Saúde, João Paulo Kleinübing, e a secretária de Gestão Estratégica e Participativa do Ministério da Saúde, Gerlane Baccarin, assinaram nesta segunda-feira, 17, em ato no Centro Administrativo do Governo do Estado, na Capital, portarias de habilitação de novos serviços de média e alta complexidades para 15 hospitais filantrópicos de 14 municípios catarinenses. O total do aporte anual de recursos federais nas unidades de saúde é estimado em R$ 17,6 milhões.

Foto: Paulo Goeth/SES

Foram beneficiadas unidades das cidades de Blumenau, Fraiburgo, Guaraciaba, Içara, Itajaí, Joinville, Luiz Alves, Mafra, Maravilha, Navegantes, Rio do Sul, São Joaquim, Timbó e Xanxerê. Também estava na lista das novas habilitações a Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) de Palhoça, mas a assinatura teve de ser adiada por questões burocráticas, o que não impede a unidade de seguir funcionando normalmente. “A liberação desses novos serviços confirma o esforço conjunto do Estado com os deputados do Fórum Parlamentar Catarinense e com a federação dos hospitais e reafirma o compromisso do ministro Ricardo Barros, que havia informado sobre essas habilitações em audiência que tivermos, junto ao governador Raimundo Colombo, no mês passado, em Brasília”, destacou o secretário Kleinübing. “São recursos permanentes que vêm para financiar e fortalecer o sistema de saúde de Santa Catarina”, comemorou.

“Esse ato representa o resgate e o fortalecimento da filantropia”, definiu a secretária de Gestão Estratégica e Participativa do Ministério da Saúde, Gerlane Baccarin.

Ela explicou que o financiamento dos novos serviços foi viabilizado por uma série de medidas adotadas nos últimos cem dias pelo Ministério da Saúde e que resultaram em uma economia de R$ 1 bilhão. Também participaram do evento o secretário-adjunto da Saúde, Murillo Capella; prefeitos de municípios beneficiados, dirigentes da Federação dos Hospitais Filantrópicos e diretores das unidades beneficiadas. Na assinatura das portarias, os prefeitos de Mafra, Wellington Bielecki, e de Luiz Alves, Vland Bork, representaram os demais chefes de Executivos municipais.

Município: Mafra
Prestador: Hospital São Vicente de Paulo
Habilitação: serviço de traumato-ortopedia
Impacto financeiro anual: R$ 494.541,84
Município: Mafra
Prestador: Hospital São Vicente de Paulo
Habilitação: 10 leitos para acidente vascular cerebral
Impacto financeiro anual: R$ 1.149.750,00
Município: Itajaí
Prestador: Hospital e Maternidade Marieta Konder Bornhausen
Habilitação: 4 leitos para cuidado intermediário neonatal
Impacto financeiro anual: R$ 197.100,00
Município: Xanxerê
Prestador: Hospital Regional São Paulo
Habilitação: 30 leitos de retaguarda
Impacto financeiro anual: R$ 2.326.875,00
Município: Içara
Prestador: Hospital São Donato
Habilitação: 30 leitos de retaguarda
Impacto financeiro anual: R$ 2.326.875,00
Município: Maravilha
Prestador: Sociedade Beneficente Hospitalar de Maravilha
Habilitação: 30 leitos de retaguarda
Impacto financeiro anual: R$ 2.326.875,00
Município: Itajaí
Prestador: Hospital Pequeno Anjo
Habilitação: 14 leitos de retaguarda
Impacto financeiro anual: R$ 1.085.875,00
Município: Luiz Alves
Prestador: Fundação Médica Assist. Trabalhador Rural
Habilitação: 10 leitos de retaguarda
Impacto financeiro anual: R$ 775.625,00
Município: Navegantes
Prestador: Hospital Nossa Senhora dos Navegantes
Habilitação: 4 leitos de retaguarda
Impacto financeiro anual: R$ 310.250,00
Município: Guaraciaba
Prestador: Associação Beneficente Hospitalar São Lucas
Habilitação: 8 leitos de retaguarda
Impacto financeiro anual: R$ 620.500,00
Município: Timbó
Prestador: Hospital e Maternidade Oases
Habilitação: 16 leitos de retaguarda
Impacto financeiro anual: 1.241.000,00
Município: São Joaquim
Prestador: Hospital de Caridade Coração de Jesus
Habilitação: 10 leitos de retaguarda
Impacto financeiro atual: R$ 775.625,00
Município: Blumenau
Prestador: Associação Hospitalar Misericórdia de Vila Itoupava
Habilitação: 10 leitos de retaguarda
Impacto financeiro atual: R$ 775.625,00
 
Município: Santo Amaro da Imperatriz
Prestador: Hospital São Francisco de Assis
Habilitação: 10 leitos de retaguarda
Impacto financeiro atual: R$ 775.625,00
Município: Fraiburgo
Prestador: Associação Fraiburguense de Saúde Coletiva
Habilitação: 30 leitos de retaguarda
Impacto financeiro atual: R$ 2.326.875,00
Município: Joinville
Prestador: Hospital Bethesda
Habilitação: serviços de terapia nutricional
Impacto financeiro anual: R$ 119.151,30

Eduardo Correia

Pin It