Programa para reduzir as desigualdades regionais conclui primeira etapa de implementação no Estado

Em fase de implementação do Crescendo Juntos – Programa de Desenvolvimento e Redução das Desigualdades Regionais, a Secretaria de Planejamento está realizando encontros intragovernamentais nas regiões prioritárias de atuação. Participam das reuniões, que vão até o final de semana, secretários executivos das Agências de Desenvolvimento Regional e representantes da Epagri, Celesc, Casan, Fatma, Defesa Civil e polícias militar e civil.

O programa identificou 12 regiões com baixos índices de desenvolvimento em Santa Catarina: Caçador, Campos Novos, Canoinhas, Curitibanos, Dionísio Cerqueira, Ituporanga, Lages, Laguna, Quilombo, São Joaquim, São Lourenço do Oeste e Taió. Nesses locais serão definidas ações, em parceria com a sociedade civil organizada, para dinamizar a economia e promover um crescimento inclusivo, equilibrado e sustentável no Estado.

Nesta terça, 26, e quarta-feira, 27, serão realizadas reuniões em Lages e Laguna para nivelar informações sobre o programa. Na última semana, os encontros ocorreram em São Lourenço do Oeste com representantes da região e de Quilombo e Dionísio Cerqueira; em Caçador com a presença da ADR de Canoinhas; e em Curitibanos com participantes das ADRs de Taió e Campos Novos. Em média, 40 pessoas compareceram em cada encontro.

“As reuniões foram extremamente produtivas, pois se criou um nivelamento das informações com as ADRs e envolvimento de todos no processo”, avaliou o diretor de Planejamento Luiz Carlos Mior.

Como o programa funcionará

O Crescendo Juntos terá três fases: reunião intragovernamental nas regiões, workshop com participação da sociedade civil organizada para composição do Núcleo Executivo Regional e um seminário para validação da Agenda Regional de Desenvolvimento.

As ADRs terão papel fundamental na implementação do programa, pois além de revisar o Plano de Desenvolvimento Regional existente, identificarão os atores locais estratégicos, agrupando-os por eixo estratégico (Infraestrutura e Meio Ambiente – Desenvolvimento Econômico – Desenvolvimento Social – Ciência e Tecnologia – Gestão Pública). Esses atores e representantes do Governo do Estado na região farão parte do Núcleo Executivo Regional, responsável por liderar o processo de construção das Agendas Regionais de Desenvolvimento, principal instrumento do programa. Esse documento terá ações que serão executadas a partir da definição de instrumentos, parcerias, recursos, responsabilidades e cronograma de execução.

O programa contará com um Comitê Gestor, coordenado pela Secretaria de Estado do Planejamento, que fará o monitoramento e a avaliação das atividades. Compõem esse grupo representantes da Secretaria de Estado de Assistência Social, Trabalho e Habitação, Secretaria de Estado de Agricultura e Pesca, Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte, Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico Sustentável e BRDE.

Além dos órgãos do governo estadual, o programa Crescendo Juntos reúne entidades da sociedade civil organizada e agências de fomento. Os parceiros iniciais que firmaram termos de cooperação técnica com o Governo do Estado são: Banco do Brasil, Agência de Fomento do Estado de Santa Catarina S.A. (Badesc), Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE), Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (Fiesc), Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae/SC), Federação das Associações Empresariais de Santa Catarina (Facisc), Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Santa Catarina (Faesc) e Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado de Santa Catarina (Fetaesc).

Rosália Dors Pessato

Pin It