Novos delegados e agentes reforçam efetivo da Polícia Civil em Santa Catarina

florianopolis_-_formatura_policia_civil_20170124_1077559435

O governador Raimundo Colombo e o vice Eduardo Pinho Moreira participaram na manhã desta terça-feira, 24, da cerimônia de formatura da 2ª turma do Curso de Formação Profissional dos novos policiais civis das carreiras de delegado e agente de Polícia Civil. Ao todo, foram formados oito delegados e 106 agentes. A solenidade ocorreu no Teatro Pedro Ivo, anexo ao Centro Administrativo do Governo do Estado, em Florianópolis. O secretário de Estado da Segurança Pública, César Augusto Grubba, também acompanhou a cerimônia.

“A segurança pública tem se mostrado a cada dia, no Brasil e também em Santa Catarina, uma necessidade e uma exigência da sociedade. E nós temos que estar presentes. Estamos investindo muito em tecnologia, melhorando toda nossa atuação, aumentando a eficiência, mas não tem outro jeito, temos que aumentar nosso efetivo também”, disse o governador.

O vice Eduardo Pinho Moreira reforçou a importância da atuação do novo efetivo. “As demandas da sociedade são infinitas, mas três são fundamentais, e a segurança é uma delas. Por isso, temos confiança em vocês, precisamos de vocês para dar mais segurança aos catarinenses e aos que nos visitam”, afirmou.

O curso de formação se iniciou em 5 de setembro de 2016 e terminou em 19 de dezembro do mesmo ano. Para a carreira de delegado, foi necessária a carga horária de 1.074 horas/aula. Para os agentes de polícia, a carga horária foi de 1.094 horas/aula. Durante as 16 semanas, os alunos puderam participar de atividades presenciais e à distância, divididas entre práticas, teóricas e estágios em delegacias de polícia.

“Foi um período de capacitação, desafios e comprometimento com as causas da Polícia Civil. Nossos alunos ainda participaram da Operação Veraneio e prestaram um excelente serviço à população”, explicou o diretor da Acadepol, delegado Fernando de Faveri.

Para Grubba, o ingresso dos novos policiais é fundamental no reforço do contingente em Santa Catarina. “É mais um reforço também no combate à criminalidade e, principalmente, na área da investigação policial”, disse.

O delegado-geral da Polícia Civil, Artur Nitz, explica que os policiais vão atuar em todas as regiões do Estado.“É um momento feliz para a Polícia Civil, onde, nos últimos seis anos, ingressaram 1.125 policiais. Eles vão atuar nas diversas regiões do Estado e será um incremento para nossa instituição no combate da criminalidade”, salientou.

Rafael Vieira de Araújo .

Pin It