Escola Osvaldo Cruz, de Rodeio, realiza Mostra de Trabalhos Interdisciplinares

mostra de trabalhos 2016

A Escola de Educação Básica Osvaldo Cruz, de Rodeio, que pertence à 34ª Gerência de Educação da Agência de Desenvolvimento Regional de Timbó, realiza neste ano o projeto “Nossas origens – Passado/Presente/Futuro. Conhecer para valorizar”, com todas as turmas da escola. Dentro do projeto a Escola promoveu a Mostra de Trabalhos Interdisciplinares, que envolveu 37 professores e 485 alunos, com a exposição de 36 banners. A Mostra foi realizada na própria escola, com a participação de toda a comunidade escolar.

Na Mostra houve a exposição explicativa de Banners, contendo os resultados das pesquisas e conteúdos abordados durante o primeiro semestre, planejados pelos professores e alunos da escola. Os Banners envolviam assuntos relacionados ao projeto, como alimentação saudável, pesquisa sociocultural da comunidade escolar e outros conteúdos das várias disciplinas do currículo, ou seja, as socializações trataram sobre Estatística, gêneros textuais, História Antiga, Química, Biologia e Física Aplicada, Cartografia e Educação e Tecnologias Inclusivas.

Um exemplo de trabalho apresentado na Mostra, na perspectiva do gênero textual, foi o desenvolvimento de atividades utilizando os ditados populares. A professora de Língua Inglesa, Denise Berri Gadotti, propôs aos alunos a pesquisa sobre alguns ditos populares, envolvendo a Língua Inglesa, Portuguesa e Italiana. “Fizemos esse trabalho, pois a cidade foi colonizada por imigrantes vindos da Itália e porque os ditados populares são parte importante de cada cultura”, explica a professora.

O projeto “Nossas origens – Passado/Presente/Futuro. Conhecer para valorizar”, será desenvolvido até o mês de dezembro na Escola. “O objetivo é atingir todas as turmas da escola e todas as disciplinas. O projeto está sendo desenvolvido por áreas do conhecimento, e norteará todas as atividades realizadas pela escola. Ele foi pensado com a finalidade de apresentar a cidade de Rodeio numa perspectiva de estar inserindo os alunos como construtores e transformadores”, informa a assessora de Direção Maristela Fava Cristofolini.

Pin It