Dia da Bastilha: ataque com caminhão deixa pelo menos 84 mortos e feridos em Nice

61txc6x5le_3pty59jj4x_file

Um ataque com caminhão na cidade de Nice, no sul da França, deixou pelo menos 84 mortos e mais de cem feridos  (pelo menos 16 em estado crítico) nesta quinta-feira (14), de acordo com informações do jornal Le Figaro e do jornal local Nice Matin. Segundo o Ministério do Interior, o motorista, que também atirou contra a multidão, foi morto pela polícia.

O incidente aconteceu quando uma multidão comemorava o feriado do Dia da Bastilha.

Dentro do caminhão, a polícia encontrou os documentos de um homem de 31 anos natural de Nice e com ascendência de tunisianos. As autoridades ainda apuram se os documentos eram do homem que conduziu o veículo.

Em pronunciamento, o presidente francês François Hollande tratou o caso como um ato de terrorismo. Ele prorrogou o estado de emergência da França em mais três meses (com isso, integrantes do exército devem permanecer nas ruas das cidades francesas). O mandatário, que estava em Avignon, retornou a Paris para comandar as ações do gabinete de crise do governo, montado no Ministério do Interior. Da reunião com Hollande, participaram o primeiro-ministro Manuel Valls e o ministro do Interior, Bernard Cazeneuve.

A Casa Branca informou que o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, estava sendo atualizado com informações sobre o ocorrido. “Somos solidários à França, nosso mais antigo aliado, no momento em que ela enfrenta esse ataque”, afirmou o presidente americano em comunicado. Há quase oito meses, militantes do Estado Islâmico mataram 130 pessoas em ataques coordenados em uma noite noite de sexta-feira em Paris.

Na hashtag #PortesOuvertesNice (Nice de portas abertas), moradores da cidade se colocaram como voluntários para acolher em suas casas pessoas que estão fugindo do local. Já o Facebook ativou o status de segurança para que os que estão na cidade confirmem que estão a salvo. Em poucos minutos, a hashtag #PrayForNice chegou ao primeiro lugar no trending topic mundial. Outra hashtag que estava entre as primeiras era a #Jesuisnice (Eu sou Nice) em alusão ao atentado contra o jornal Charlie Hebdo.

O caminhão avançou sobre as pessoas que estavam no calçadão à beira-mar Promenade des Anglais, no centro da cidade francesa, de acordo com o  Nice Matin, citando seu próprio repórter que estava no local. A polícia encontrou fuzis e explosivos no caminhão, segundo a BFM TV.

A rede francesa afirmou ainda que a prefeitura de Nice está tratando o incidente como um ataque e fez um apelo para que as pessoas fiquem em casa.

A razão do incidente ainda não foi esclarecida.

Segundo testemunhas, após o veículo avançar contra a multidão, seus passageiros abriram fogo contra as pessoas presentes, trocando tiros com forças policiais. Autoridades da Prefeitura pedem que os habitantes de Nice procurem refúgio e não deixem suas casas.

Feriado nacional

Na França, o dia 14 de julho é um feriado nacional, em função da Tomada da Bastilha, em Paris, episódio que ocorreu nesta data, em 1789, no qual, em um momento de grave crise financeira no país, a população invadiu a Bastilha, então uma fortaleza que servia como prisão, desencadeando em seguida a Revolução Francesa.

A Queda da Bastilha, que na ocasião tinha apenas sete presos, serviu como um símbolo para as reivindicações posteriores que culminaram com o fim da monarquia absolutista na França e, cujos ideais libertários, se espalharam por outros países da Europa, Estados Unidos e América do Sul.

R7

Pin It