Ceasa registra queda nos preços dos hortifruti em setembro

A Centrais de Abastecimento do Estado de Santa Catarina S/A (Ceasa/SC) terminou o mês de setembro com o preço médio dos hortifrutigranjeiros em R$ 1,96 – R$ 0,10 a menos do que em agosto, o que equivale a 4,7%. A baixa nos preços incentivou os consumidores e aumentou as vendas na Ceasa/SC, que comercializou mais de 30 mil toneladas de alimentos em setembro, gerando um movimento financeiro aproximado de R$ 60 milhões.

A comercialização no último mês foi 10,72% maior do que no mesmo período de 2015 e chegou a 30.416 toneladas. Os produtos que registraram maior queda nos preços em setembro, comparando com mês anterior foram o repolho (-49,39%); couve-flor (-37,65%); brócolis de cabeça (-33,02%); batata inglesa (-25,28%); mamão (-22,83%); vagem (-19,97%); morango (-11,85%); beterraba (-11,73%) e cenoura (-10,57%).

Em contrapartida, alguns produtos, devido à pequena oferta, tiveram uma alta de até 27,91% nos preços como tomate, laranja, melancia, banana, maçã, abacaxi.

Segundo o diretor técnico da Ceasa/SC, Albanez Souza de Sá, este ano a Companhia vem ampliando a comercialização de hortifrutigranjeiros dentro de Santa Catarina, atraindo compradores que antes buscavam os produtos nos estados vizinhos. “Estamos mostrando aos compradores as vantagens de comprar na Ceasa/SC e isso fez com que aumentasse a comercialização. É um trabalho estratégico mostrando as vantagens de movimentar recursos financeiros dentro do próprio estado, ou seja, Santa Catarina para os Catarinenses”, afirma.

Ceasa/SC

As Centrais de Abastecimento do Estado de Santa Catarina S/A são uma empresa vinculada à Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca e funcionam como um elo entre o produtor e o consumidor por meio da comercialização atacadista e varejista de pescado, produtos hortifrutigranjeiros, alimentos e insumos orgânicos, produtos ornamentais e de floricultura e artesanais.

Ana Ceron

Pin It
Você gostaria de comentar?