Ações de enfrentamento à crise são destacadas por Colombo em balanço anual na Assembleia Legislativa

florianopolis_-_mensagem_anual_20170202_1252722801

Os importantes avanços conquistados ao longo de 2016 e os desafios que precisam ser enfrentados neste novo ano foram destacados pelo governador Raimundo Colombo em seu discurso de abertura dos trabalhos da Assembleia Legislativa de Santa Catarina, na manhã desta quinta-feira, 2, em Florianópolis.

“Acho que cumprimos nosso dever ao cuidar da macroeconomia, ao fazer reformas fundamentais que garantem para agora e para muitos anos a estabilidade de Santa Catarina, ao nos dedicarmos para que todos tenham oportunidades iguais. Mas ainda há muito a ser feito. Por isso, apesar de todas as dificuldades, não é hora de baixar a cabeça, não temos o direito de desanimar, é preciso continuar lutando, esse é o desafio que temos pela frente”, defendeu Colombo.

O governador aproveitou para agradecer a parceria com o legislativo. “Construímos um importante cenário de harmonia política, o que não impede que se pense diferente, mas garante que se tenha diálogo. E 2017 será um ano de grande trabalho, que vai exigir muito novamente. Santa Catarina é um estado belo e forte, mas temos um povo que espera muito de nós para enfrentamento ao cenário de crise”, avaliou Colombo.

Entre os movimentos já realizados para garantir a estabilidade econômica de Santa Catarina, o governador destacou a reforma da previdência iniciada já no final de 2015, o protagonismo catarinense na renegociação da dívida dos estados com a União, e a postura de não aumentar impostos mesmo com queda na arrecadação. “São ações de Estado, não de um Governo apenas, medidas para pensar o futuro de Santa Catarina e que foram construídas com o apoio de todos”, acrescentou Colombo.

Os reflexos na geração de emprego em Santa Catarina são um exemplo de resultados a serem comemorados. Dados do IBGE sobre o mercado de trabalho mostram que Santa Catarina ainda é o estado com a melhor situação do país. No terceiro trimestre de 2016, a menor taxa da subutilização da força de trabalho foi a de Santa Catarina (9,7%). A média do Brasil ficou em 21,2%.

Os avanços nas exportações foram outro ponto comemorado pelo governador. “Ampliar nossa participação no mercado internacional é fundamental nesse momento de mercado interno desaquecido”, afirmou Colombo. As exportações catarinenses fecharam o ano de 2016 em US$ 7,59 bilhões, segundo dados da Fiesc. Os Estados Unidos, principal destino internacional dos produtos catarinenses, elevaram em 20,2% as compras do Estado, com destaque para o embarque de automóveis produzidos pela BMW em Araquari, a partir de acordo fechado em abril. China, o segundo país que mais importa de Santa Catarina, registrou alta de 13,5% e a Rússia de 17,3%. Com relação aos produtos exportados, além dos automóveis, destacam-se também as exportações de carne suína (alta de 26%), destinadas principalmente à China e ao Chile, e de preparações e conservas de carne (alta de 15,1%), tendo Argentina e ao Japão como principais destinos.

Colombo destacou ainda os bons resultados com a temporada de verão deste ano e a expectativa de uma grande safra no estado. Para enfrentamento a crise no cenário nacional, voltou a defender o controle dos gastos públicos e reformas urgentes nas áreas previdenciária, trabalhista e política.

Também presente no evento, o vice-governador Eduardo Pinho Moreira destacou a necessidade de dar continuidade aos trabalhos de controle e de planejamento para enfrentar os desafios de 2017 e promover cada vez mais Santa Catarina. “E a parceria com a Assembleia Legislativa, o entendimento entre executivo e legislativo, como estamos trabalhando hoje, é fundamental para isso”, explicou. Secretários de estado, deputados e presidentes de empresas e autarquias catarinenses também prestigiaram o ato desta quinta. A sessão foi comandada por Silvio Dreveck e Aldo Schneider, recém-eleitos, respectivamente, presidente e vice-presidente da Assembleia Legislativa.
Alexandre Lenzi

Pin It