Murilo Rosa é acusado de vender ingressos falsos na Olimpíada; ator nega

Murilo-Rosa-é-acusado-de-vender-ingressos-falsos-na-Olimpíada-620x512

Murilo Rosa foi acusado por um advogado de vender ingressos falsos para a final do futebol masculino da Olimpíada do Rio de Janeiro, entre Brasil e Alemanha, que aconteceu no último sábado (20), no Maracanã.

O homem, que preferiu não revelar sua identidade, afirmou ao jornal “Extra” que o ator cobrou R$ 1,5 mil por dois bilhetes, sendo que cada um tinha o valor de R$ 700 impresso.

Depois de adquiri-los, o rapaz foi com o filho, de 12 anos, para o estádio, mas acabou descobrindo que o passe era falsificado.

“Só comprei dele porque ele é um ator famoso, passa credibilidade. Quando chegamos na porta, fomos barrados. Disseram que era falsos. Não deu para acreditar. Em vez de ver o jogo, passamos horas na delegacia”, contou o advogado.

Procurado pelo jornal, Murilo garantiu que não sabia da farsa e que só vendeu os ingressos porque descobriu que eram para locais separados, uma vez que estava acompanhado da mulher.

“Fiquei meio constrangido de vender, mas tinha muita gente querendo ingresso. Aí decidir vender. Nunca ia imaginar que os ingressos eram falsos”, afirmou. Um inquérito foi aberto para apurar o caso.

RD1

Pin It