Geraldo Luís rejeita rótulo de sensacionalista e fala sobre sexualidade

geraldo-porchat

Geraldo Luís falou sobre as acusações de sensacionalismo contra o programa “Domingo Show”, da Record. Em entrevista ao “Programa do Porchat”, exibida na noite desta quarta-feira (21), o jornalista afirmou que outros apresentadores consagrados também foram acusados de apelar na TV no passado.

“Eu vou dizer uma coisa: Chacrinha, Flávio Cavalcante, Silvio Santos, Gugu foram chamados de sensacionalistas […] Eu sou um contador de histórias verdadeiras. O rádio me fez assim”, disse Geraldo. “Colocaram o rótulo de sensacionalista, um programa que dá audiência e ajuda as pessoas”, completou.

Geraldo explicou que existe uma diferença entre ser sensacionalista e ser popularesco e que a Record lhe dá liberdade para ser quem é. Ele ainda falou sobre as críticas que recebe: “Tem gente que fala coisas para nos desestruturar”, desabafou ele, que renovou o contrato pelos próximos quatro anos com a emissora dos bispos.

Após receber uma ligação ao vivo do amigo Marcelo Rezende, o apresentador foi provocado por um espectador da plateia a respeito da sua sexualidade. Sempre brincalhão, Geraldo rebateu na hora. “Eu te processo, hein?”, disse, arrancando risos no estúdio.

Ainda na atração, Luís negou que teve algum tipo de relacionamento com Geisy Arruda. “Ela (a Geisy Arruda) é uma tremenda marqueteira. Não namorei com ela. Não peguei ela. Não tive nada com ela. […] Chegou lá gorda, quadrada. O primeiro programa de TV em que ela apareceu foi o meu”, afirmou.

RD1

Pin It