Após “novela”, Geraldo Luís renova com a Record por 4 anos; Silvio mira Gugu

Fim da “novela”. Após meses de negociações, Geraldo Luís e a alta cúpula da Record chegaram a um acordo nesta segunda-feira (03).

Em comunicado enviado à imprensa, a emissora de Edir Macedo informa que o apresentador renovou por mais quatro anos e passa a ser exclusivo até outubro de 2020. O atual vínculo tinha duração até abril de 2017.

A antecipação da renovação do contrato de Geraldo, que desde a estreia do “Domingo Show”, em março de 2014, já beliscou a liderança por quase 6 mil minutos, deu-se devido ao assédio de Silvio Santos, que quase tirou o jornalista da concorrente há três meses.

O Homem do Baú tramava livrar-se do principal adversário de Celso Portiolli aos domingos e realocá-lo nas tardes de sábado, na faixa hoje ocupada por Raul Gil.

Com o desfecho, dado como certo desde a semana retrasada, a situação de Gugu Liberato na Record ganha ares de suspense, uma vez que a ideia é entregar a Geraldo Luís a faixa das 22h30 à 0h15 de segunda a sexta-feira. Dessa forma, Gugu seria transferido para os domingos, provavelmente antes da “Hora do Faro”, e Xuxa Meneghel para as tardes de sábado, no lugar do “Cine Aventura”.

Gato no Telhado

Sem Geraldo Luís, a quem por muito pouco não contratou, Silvio Santos mira as suas atenções para seu eterno pupilo: Gugu Liberato. Último empecilho para o retorno do loiro, Daniela Beyruti, filha do dono do SBT, já não se opõe à volta do “homem do pintinho amarelinho”.

Liberato tem contrato com a Record até dezembro. Os últimos acordos foram firmados com duração de um ano, a partir de um novo modelo: divisão total de lucros e despesas.

Gugu não quer mais esse formato, pelo contrário, deseja receber salário integral do canal, a exemplo de Xuxa, Sabrina Sato, Marcos Mion e Rodrigo Faro. O loiro também rejeita retornar aos domingos, uma vez que em sua última passagem virou saco de pancadas do próprio Silvio Santos.

RD’

Pin It