FIC abre Mostra de alunos dos cursos de Artes Visuais

Print

A Fundação Indaialense de Cultura abriu nessa segunda-feira, 17 de outubro, a Mostra de alunos dos cursos de Artes Visuais da FIC, com as temáticas “Arquitetura” e “Expressões”primeira parte. A exposição poderá ser visitada gratuitamente até 30 de outubro, diariamente nesse período, das 8h às 12h e das 13h30 às 21h. A FIC está situada na rua Dr. Blumenau, 5, Centro.

“Arquitetura de Indaial” – Mostra de alunos da professora Maria Adelina Costa

Quando criança somos educados para o desenho; antes de aprender a escrever, nós desenhamos. Desde a pré-história o ser humano se expressa e se comunica através de imagens. O desenho é uma construção cultural e varia de acordo com a civilização que o produz, portanto o modo de praticar ou produzir desenhos varia de aparência e de função em cada época e em cada lugar em que são realizados.

O desenho artístico é o desenho dedicado prioritariamente à expressão estética, possibilitando o desenvolvimento de um estilo pessoal, pois trabalha inúmeras técnicas e materiais, melhorando o desenvolvimento da percepção visual e das habilidades manuais.

É aquele cuja função é a expressão, portanto não se presta a imitar ou dar a ver aquilo que conhecemos no mundo. Não se preocupa necessariamente com os aspectos naturais, anatômicos ou cromáticos daquilo que é mostrado, mas se presta a criar sensações e efeitos expressivos a partir disso. Considera os aspectos sensíveis como as qualidades luminosas (luz, sombra e cor), as qualidades espaciais (lugar, dimensão e direção) e qualidades como dinâmica e movimento.

Neste ano foi escolhido trabalhar o desenho artístico à mão livre, aplicado ao desenho de arquitetura, estimulando assim uma pesquisa junto ao Arquivo Histórico da Fundação Indaialense de Cultura, bem como exercitar o olhar e observar as construções em Indaial.

Maria Adelina Costa é bacharel em Artes Plásticas, especialista em Arte e Educação e Mídias na Educação, além de professora de Artes da Fundação Indaialense de Cultura.

“Expressões” – primeira parte – Mostra de alunos da professora Camile Brick

Os trabalhos expostos foram desenvolvidos ao longo desse ano por alunos das turmas de desenho artístico da FIC, ministrados pela professora Camile Brick. Nesse ano, além dos trabalhos de alunos com idade a partir de 12 anos, a mostra também traz trabalhos de crianças de 9 a 11 anos, da turma de desenho para crianças. Esses jovens aprendizes passaram o ano desenvolvendo suas habilidades na linguagem do desenho e agora também participam da exposição, trazendo trabalhos em grafite e lápis de cor. Esse contato das crianças com a Arte desperta a vontade de conhecer mais, de desenvolver seu processo individual e de se superar a cada trabalho desenvolvido.

A primeira parte da mostra Expressões” traz trabalhos de alunos que estão em diferentes estágios, com foco nas técnicas de grafite, tinta guache e lápis de cor. São alunos que tiveram nesse ano os primeiros contatos, primeiros traços e aprendizados com o desenho, e alunos que já tem mais conhecimento das técnicas. Nas mãos desses alunos, os materiais mais simples se reinventam: a tinta guache, conhecida por todos desde a infância; o lápis de cor, que se popularizou ainda mais nos últimos anos, e o grafite, nosso velho conhecido que acompanha os primeiros passos dos iniciantes e também muitos profissionais nos seus trabalhos.

Proporcionar às crianças, adolescentes e adultos que tenham contato com professores, alunos e que prestigiem as exposições de Arte que acontecem na FIC é muito importante para o desenvolvimento cultural do cidadão. Trazê-los para o contato com a prática das linguagens artísticas e estimular a sensibilidade e a criatividade os envolve no processo criativo. São mais pessoas envolvidas com a arte, empenhadas em produzir, aprender, melhorar e criar relações com a arte.

Graciely Guesser Ramos
Pin It